Ação compõe pacote de serviços voltados para a educação

Amazonas – O Governo do Amazonas está investindo R$ 1,2 milhão nos trabalhos de revitalização das escolas estaduais do município de Tabatinga, na região do Alto Solimões. O trabalho está sendo executado pela Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc-AM), e reforça as ações da área de educação durante a segunda edição do programa “Amazonas Presente”.

As revitalizações incluem recuperação da estrutura e das áreas elétrica e hidráulica dos prédios de quatro unidades de ensino. São elas: escolas estaduais Professor Raimundo da Silva Carvalho, Pedro Teixeira, Conceição Xavier de Alencar e Belém do Solimões. A rede estadual atende, no município, 8.441 estudantes de ensino Fundamental e Médio.

Todas as escolas escolhidas para receber os trabalhos estão recebendo pintura geral. De acordo com o gerente de manutenção da Seduc-AM, engenheiro Piter Siqueira, as ações seguem o cronograma de manutenção que está sendo executado pela secretaria desde o início do ano.

“Como muitas outras escolas que encontramos no início do ano, aqui também fazia algum tempo que não eram executados serviços básicos, de manutenção preventiva e corretiva. Então, chegamos com esse objetivo”, ressaltou.

Ouvidoria – A Seduc-AM também está levando para a região do Alto Solimões as ações da Ouvidoria, que buscam informar a comunidade escolar sobre os canais de comunicação e informação com a sede da secretaria.

Os canais da Ouvidoria, tanto na capital quanto no interior, incluem o email ouvidoria@seduc.net e a fanpage (www.facebook.com/seduc.amazonas). O telefone (92) 99529-9400 também está em funcionamento para receber ligações, mensagens de texto e por aplicativo de comunicação.

“Estamos ampliando para o cidadão interiorano a possibilidade de registrar seu manifesto via Whatsapp e SMS (desde que contenha as informações necessárias para registro no sistema), além do registro por meio do site www.educacao.am.gov.br/ouvidoria e presencialmente. Nossa finalidade é alcançar todos os municípios e resolver as questões que serão apresentadas”, assinalou Erick Nogueira, chefe da Ouvidoria.